O que é psicologia para mim?

10643282_707628252636737_1234717836_n

Tão pouco tempo mergulhado neste curso, eu sei, mas talvez finalmente seja hora de expor o que é a psicologia para mim. Dentro dos limitados anos de estudo e prática, começo a finalmente ter uma pequena ideia: a mente é muito mais do que supomos, ela é resultado do nosso passado, reflexo de nosso corpo, produto do ambiente ao nosso redor, enfim, é um objeto absolutamente plural. Somos, estamos, devimos, mudamos, nos reinventamos, sempre de maneira múltipla. Nossa profissão é encontrar as entradas e saídas deste labirinto sem se perder.

A profissão de psicólogo é como a de um chaveiro. Nós lidamos chaves, fazemos fechaduras, destrancamos portas, colocamos trancas. Cuidamos do cadeado no portão, da cópia da fechadura na entrada e do segredo do cofre. O psicólogo é um chaveiro de mentes, de corpos, de vidas. Trocamos fechaduras enferrujadas e emperradas também. Todas estas portas que se abrem e se fecham aliviam sofrimentos e permitem prazeres. Estamos sempre localizados na passagem; os corredores e atalhos são nossas vias de acesso, às vezes empoeirdas, mas às vezes também podem ser passagens luminosas e desimpedidas. Não usamos pé de cabra, somos sutis e habilidosos. Não estragamos uma fechadura, sabemos de sua valiosidade.

O que é psicologia para mim? Se o corpo é um aglomerado de forças que mantém relações de velocidade e repouso entre suas partes então acredito que a psicologia age abrindo e fechando comportas para permitir o fluxo destas forças. Não somos mágicos, não somos médicos, não somos autoridades. Somos simples chaveiros, nosso lugar é com mecânicos e encanadores; permitimos o fluxo da vida passar mais facilmente. A potência da vida se afirma através de nós, ela quer fluir, é nosso trabalho permitir esta passagem. O psicólogo encontra a harmonia para que possamos fluir com mais velocidade, força, segurança.

Só se liga para um chaveiro quando se está preso do lado de dentro ou de fora. Só se procura um chaveiro quando vem o desespero por uma passagem importantíssima estar barrada. Psicólogos são como chaveiros, e sabemos da responsabilidade desta profissão. Certas portas devem ser abertas com cuidado e certos segredos devem ser preservados. Deixamos passar pensamentos, vontades, sonhos, medos; nossas ferramentas permitem fluir, abrir caminhos. Somos pacientes, somos confiáveis, somos perspicazes, sutis, habilidosos; mas no fim das contas, humildemente, apenas trancamos e destrancamos portas para nossos clientes.

c7887d2b1840c88292bf51436deb0078
Rafael Trindade estuda psicologia e filosofia, mas tem interesse em todas as áreas do saber humano. Trocou a guitarra pelo violão, o inglês pelo francês e a ciência pela arte… de resto, não sabe definir-se. Escreve no blog Razão Inadequada http://arazaoinadequada.wordpress.com/

Um comentário sobre “O que é psicologia para mim?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s